Trip: São Francisco – Parte IV

Bom vamos lá, penúltima parada da viagem: São Francisco!

Saindo de Carmel fomos de carro para SF, pela Highway1. Descarregamos as malas e devolvemos o veículo na Hertz.

Transporte

Ao contrário de Los Angeles, não precisa ficar de carro na cidade. Não é tão fácil de estacionar, tem mais táxis (não tanto quanto NY) e ainda os famosos “cable cars”!

No segundo dia, estávamos um pouco perdidos pois ainda tinha muito para ver e apenas dois dias, então compramos uma “passagem” em um ônibus turístico (tem de várias empresas na cidade, você vai vê-los bastante, são vermelhos).

Custa US$ 40/ pessoa e vale por 48horas, no começo eu não queria, mas valeu muito a pena, pois ele vai direto para os pontos mais importantes (tirando o SF Moma, o bus passa em todos pontos que eu menciono abaixo), e você pode embarcar e desembarcar a qualquer momento. Além do que, não precisávamos mais gastar com táxi durante o dia.

Japanese Tea Garden

Clima

SF venta bastante e o tempo muda de repente, foi a cidade mais fria do roteiro, mesmo que pela manhã esteja sol, leve um casaco, pois no fim da tarde a temperatura cai bastante (no ônibus a parte de cima é aberta, faz muito frio)!

Hotel

Nos hospedamos no Larkspur Hotel, a localização é ótima, bem no coração da Union Square, serviço ótimo, porém o quarto é bem pequeno..

Passeios

  1. San Francisco Museum of Modern Art – Bem divertido, até aqueles que acham museus chaaatos, vão gostar desse! As obras são bem inusitadas, como a escultura de LED logo na entrada! Ah e no último andar procure o Wally no telhado a frente!
  2. Ferry Building – Próximo à não tão famosa “Bay Bridge, funciona como um mercado durante o dia, com lojinhas, restaurantes e locais para degustar vinho!
  3. Fisherman’s Warf – O local fica próximo ao famoso píer 39 e à Ghirardelli Square (antiga fábrica de chocolates), é todo colorido, cheio de lojas e turistas, muito turistas.. mas tem que conhecer, comer um cheese hot dog nas barraquinhas e tirar umas fotos.
  4. Lombardi St – A rua mais íngreme de todas, os carros precisam passar em zigue zague por ela, o local é todo florido e tem uma vista linda da cidade!
  5. Alcatraz – A famosa prisão de figuras como Al Capone, hoje funciona como um parque nacional, aberto para visitações. Para o tour, compre o ingresso antes pela internet, pois eles esgotam super rápido!
  6. Chinatown – Aqui fica a maior comunidade chinesa fora da Ásia, tem várias lojas de besteirinhas e restaurantes, se você quer comer pato, aqui é o lugar!
  7. Golden Gate – Para visualizar a ponte você tem duas opções: o ponto norte e o ponto sul. Mas, a melhor forma é alugar uma bike no Fisherman’s Warf e ir pedalando até Sausalito, que fica após o ponto sul da ponte, você verá a ponte de todos os ângulos praticamente, inclusive atravessa ela pedalando. Não precisa ser super atleta para fazer esse passeio, pois até Sausalito é só descida e na volta tem a balsa, que te deixa justamente no Fisherman’s Warf.
  8. Sausalito – Cidadezinha linda, povoada por muitos artistas, pintores e escultores, porém tem bastante turista, planejávamos almoçar lá, mas como estava tudo cheio voltamos para SF!
  9. Haight e Ashbury – São os bairros mais descolados, onde começou o movimento hippie! Vale passear uma tarde por lá!
  10. Castro St – A famosa rua dos gays é repleta de lojas voltada ao público homossexual e bastante bandeiras coloridas, falaram que a noite fica bem agitado, mas fui durante o dia mesmo!
  11. San Francisco Opera – Se estiver em cartaz, recomendo assistir uma. Fomos ver Attila e foi ótimo, o lugar é lindo! Vale lembrar que em óperas o pessoal vai mais “na estica”, opte por trajes mais sociais.
  12. Palace of Fine Arts – Próximo ao ponto norte da Golden Gate, tem um lago na frente, é lindo!

Restaurantes

Em SF não demos muita sorte com restaurantes, fomos em um chamado Epic, que tem uma vista linda para a Bay Bridge, é especializado em Steaks! Em outra noite fomos ao Yoshi’s Sushi, atraídos pela ideia de jazz ao vivo + sushi, mas a comida nem era boa e os preços caros! Uma surpresa boa foi o Great Eastern em Chinatown e olha que eu nem sou fã de comida chinesa!

Muita gente que vai para SF, faz o passeio de um dia para Napa Valley, eu não fiz, mas é uma opção legal, no hotel eles indicam as melhores empresas…

São Francisco é uma cidade que vive de turismo, então tem muita coisa para visitar, vale ficar uns 4/5 dias na cidade!

Para ver todos os posts da viagem clique aqui.

Trip: California + Vegas – Parte I

De volta à programacao normal!

Como dito antes, fiz uma viagem de 20 dias pela Califórnia (+ Vegas) e foi incrível!  Viagem para bater perna mesmo, andar muito, abrir e fechar mala. Vou começar com esse post que tem dicas gerais e ao longo da semana vou postando coisas mais específicas de cada cidade.

A viagem me surpreendeu positivamente, muito divertida, paisagens incríveis, cidades lindas, pontos turísticos diferentes e pessoas super prestativas e agradáveis (só conhecemos e fomos atendidos por pessoas alto astral e educadíssimas).

Los Angeles – Beverly Hills

ROTEIRO

De Los Angeles a São Francisco fizemos de carro, pela Highway 1, uma estrada linda que beira o mar. Em São Francisco pegamos um avião até Las Vegas. O roteiro ficou assim:

  • Los Angeles (4 dias, incluindo Santa Monica e Venice Beach)
  • San Diego (1 dia)
  • Santa Barbara (2 dias)
  • San Luis Obispo (uma tarde)
  • Carmel (2 dias)
  • Monterey (uma tarde)
  • San Francisco (5 dias)
  • Las Vegas (3 dias)

Depois que marquei a viagem, algumas pessoas vieram falar que o ideal é fazer ao contrário: de São Francisco para Los Angeles, porque você vai pela pista mais próxima ao mar na Highway 1. Realmente, essa é uma dica importante, a vista é mais legal.

CARRO

Logo que chegamos em Los Angeles alugamos um Mustang na Hertz. O carro é legal, andar com a capota aberta na estrada é uma delícia, MAS o porta malas é pequeno, o que acaba virando uma enxeção, pois as malas não cabem direito, dá mais trabalho.

Se for com malas grandes, recomendo pegar um carro maior. Ah e não se esqueça de pedir o GPS na hora da locação (não é incluso automaticamente), andar em Los Angeles é bem complicado e o mapa é muito completo, com indicação de pontos turísticos próximos, hotéis, restaurantes, postos de gasolina, é essencial!

Los Angeles sem carro não dá! Não é como NY que tem muitos taxis e metrô abrangente, por isso acho bom alugar. Já em São Francisco não precisa, tem mais táxis do que LA, aluguel de bike e os famosos cable cars (bondinhos), além do fato de que não é tão fácil para estacionar.

Em Las Vegas o burburinho todo é muito próximo, então da para fazer tudo a pé, ou pegar um taxi dependendo da necessidade, pois fica bem barato. Mas esquece alugar carro lá, não precisa.

Golden Gate – San Francisco

HOTÉIS

No Brasil reservamos os hotéis de Los Angeles, São Francisco e Las Vegas, os outros decidíamos um dia antes e reservávamos pela internet, foi bem tranqüilo e o melhor é que você não fica preso no roteiro. Por exemplo, a ideia era ficar uma noite em Carmel e uma em Monterey, chegando lá, percebemos que não valia a pena, pois uma cidade é encostada na outra, então optamos por ficar 2 noites em Carmel e apenas passar o dia em Monterey.

Sausalito – Cidade próxima a San Francisco

Bom por enquanto é isso, se tiverem qualquer dúvida ou sugestão, estou a disposição!