No Sushi No Sashimi

Recentemente experimentei dois restaurantes japoneses em São Paulo bem diferentes dos que estou acostumada. Neles são servidos pratos bem tradicionais da culinária japonesa, sem sushi e sem sashimi.

Ou seja, tudo que você conhece de restaurante japonês vindo de rodízios, temakerias e sushis bar, esqueça. Aqui os pratos são quentes, feitos em sua maioria com lombo, barriga de porco e língua.

Bueno

O idealizador do Bueno é um ex-lutador de sumô, que trouxe para o restaurante seus pratos preferidos do período em que morou no Japão.

Apesar da lógica comum nos levar a pensar em pratos hiper calóricos, os pratos são feitos com caldo e pedaços de carne de porco ou frango, verdura, tofu (queijo de soja oriental), cebola, nirá (delicada verdura japonesa), alga e cogumelos orientais como shimeji e shiitake. Alguns levam misso (pasta oriental de soja) no caldo, outros não.

Após conhecer o restaurante, já retornamos outras vezes e viramos fã. Os meus preferidos são: o buta no kakuni teishoku uma panceta cozida por horas num molho de shoyu e açúcar, muito macia, não precisa nem de talher para cortar, só o hashi é suficiente, o Ishiyaki bibimbap, que é um arroz coreano com carne e legumes feito em uma panela de ferro super quente na sua frente e a barriga de porco a milanesa é de matar, muito, muito macia, saborosa, bem temperada, poderia ficar um parágrafo inteiro elogiando-a.

bueno

Bueno – Alameda Santos, 835

Pub Kei

O Pub Kei fica na Av. Paulista, dentro do Top Center, a noite além dos deliciosos pratos, também tem karaokê para os mais animados.

Os pratos são bem parecidos com os do Bueno, porém há também a opção de Sushis e Sashimis. Fomos de Lamen (macarrão lamen com fatias de lombo, komaboko e algas, servidos com caldo de frango) e Katsudon (filé de lombo a milanesa cozido em molho shoyu levemente adocicado). Ambos muito bons, mas se for para escolher um só, ainda fico com meu querido Bueno.

Pub Kei – Av. Paulista, 854 – Piso Bela Vista

pubkei2

pubkei

 

FDS SP

awesomepeople

Para quem vai passar o final de semana na capital, segue algumas dicas de passeios:

SP Burger Fest – O Evento acontece até o dia 31 de maio e são mais de 100 restaurantes e lanchonetes participando com um cardápio especial de hambúrguer para o período. Eu fui no do Chez MIS e provamos um hambúrguer de Kobe Beef delicioso. Para ver os estabelecimentos que estão participando, clique aqui.

Fashion Rock – Na sexta acontece a festa Fashion Rock da agência FishFire com a blogueira Helena Bordon. A partir das 23h, na bienal. Ingressos aqui.

Baile do Sapuca – No sábado dia 24/05 rola o Baile do Sapuca, sob o comando do Leandro Sapucahy, o baile agita a galera com uma mistura de samba, funk, rock, pop e samba-rock. O evento acontecerá na Rua Funchal, a partir das 22h.

Tauromaquia – No museu da FAAP está tendo a exposição Tauromaquia que traz obras de Picasso, Dalí e Goya em torno das touradas. http://www.faap.br/museu/

Museu do Futebol – Moderno e interativo, o museu é uma ótima opção para os sábados, que a entrada é gratuita. O museu fica dentro do estádio do Pacaembu, mais informações aqui.

Troca de Figurinha – Nas livrarias Saraiva espalhadas pela cidade todos finais de semana é promovido um encontro entre os colecionadores, para trocarem as figurinhas que estão sobrando. Mais informações aqui.

E aqui no blog as dicas de bares ficam nesse link: https://talkingtata.com/category/bares/

Na foto do http://awesomepeoplehangingouttogether.tumblr.com/: Keith Moon, Pete Townshend e Mick Jagger, 1968. 

Como ter uma vida normal sendo louca

comoterumavidanormal

Quando a Jana Rosa lançou junto com a Camila Fremder esse livro, eu que acompanho a Jana há tempos, e acho ela cheia de sacadas inteligentes e divertidas, fui correndo comprar!

Sem exageros, o livro é só risada do ínicio ao fim, aqueles papos femininos, nóias que toda mulher tem, elas acharam um jeito muito leve de falar sobre isso.

Cada capítulo que eu lia, me identificava ou identificava uma amiga e lá tava eu tirando foto do livro e mandando por whatsapp para as amigas. É o perfeito manual para a mulher moderna.

Os capítulos têm nomes como: “A vida depois de ser taggeada em uma foto feia com muitos likes e comentários”, “Dez dicas para quando encontrar alguém que te deu um pé na bunda justamente quando você estiver sem maquiagem e com roupas feias” e “quinze maneiras de irritar alguém que você odeia mas finge que gosta”.

Ótima idéia para presentear as amigas também!!

Ilha Grande

IMG_7270

Em março fiz uma viagem de carro de São Paulo até Minas Gerais, passando pelo Rio de Janeiro. Vou dar umas dicas das cidades que parei, qualquer dúvida vocês me avisam.

Saindo de São Paulo, nossa primeira parada foi Ilha Grande. Indo pela Imigrantes + Rio Santos o total é de 466km. A Ilha é muito bonita e tem muita coisa para fazer, ficamos apenas 2 dias, mas acho que o ideal é ficar pelo menos 4 dias.

Só é possível chegar de barco na ilha, eles saem de três pontos (conforme abaixo), nessess pontos há estacionamentos para deixar seu carro, pois não pode ir de carro para a Ilha. Para ver os horários dos barcos clique aqui.

mapa-como-chegar

Os hotéis, restaurantes e pontos de saída de passeios ficam, em sua maioria, localizados na Vila do Abraão, portanto recomendo se hospedar nessa parte da ilha. Nós ficamos nessa pousada e foi ótimo: Pousada Claude e Mara, de frente para a praia, próxima ao centrinho, limpa, café da manhã completo e os donos muito atenciosos.

No primeiro dia jantamos no restaurante Dom Mario, como toda a ilha o restaurante é bem despretensioso, clima praiano. O serviço foi ótimo, pedimos um prato de camarão e veio muito bem servido. No segundo dia jantamos no Lua e Mar, bem próximo ao hotel e também foi uma surpresa muito boa. Achei os preços na Ilha bem justos, pois todos pratos, caipirinhas e drinks vieram muito bem servidos.

Em frente ao píer da Vila do Abraão há algumas agências que promovem passeios pela ilha. Assim que chegar, converse com eles, há diversas opções, mas dois que têm que fazer é a volta a ilha pelo norte em um dia e no dia seguinte pelo sul. Vá de lancha pois é mais rápido e divertido, mas no geral cada passeio toma um dia todo de viagem. Com paradas para mergulho, almoço, trilhas… não tem jeito, para conhecer a ilha, tem que fazê-los!

IMG_7142

Todos que conhecem Ilha Grande adoram e vão embora querendo voltar, foi esse o sentimento que fiquei também, pretendo voltar em breve para ficar mais dias! Recomendo muito essa viagem!

 

Alabama Monroe

alabama_monroe-cartel-5366

Filme lindo, retrata um casal cheio de diferenças, ela é dona de uma loja de tatuagem, tem uma cruz tatuada no pescoço e mantém os dois pés firmes no chão. Ele toca banjo em uma banda e é ao mesmo tempo um ateu convicto e um romântico incorrigível.  Eles se apaixonam e enfrentam sua primeira crise ao descobrir que a filha de 6 anos tem uma doença muito grave.

Com uma trilha sonora ótima de bluegrass (estilo tradicional e popular norte-americano que tem suas origens no country) durante todo o filme, a história nos faz perceber como cada pessoa lida com seus problemas de maneira diferente e que por mais que exista amor, ás vezes simplesmente não conseguimos ajudar ou superar um problema em casal.

Outro ponto que me fez refletir bastante é sobre como é difícil você não ter uma religião quando as coisas ficam complicadas. Não ter no que acreditar, não ter pra quem pedir ajuda, é como se não houvesse conforto em nada.

O filme concorreu ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2014, recomendo assistir com um lencinho porque é bem emocionante.

Ah e pra quem se interessar pela trilha sonora bem country americana, segue uma delas:

 

Elis, a musical

Elis-A-Musical-destaque1

Na última sexta-feira fui assistir ao musical da Elis Regina e achei maravilhoso. A escolha da atriz, do roteiro e das músicas, tudo ótimo.

No dia que eu fui quem interpretou a Elis foi a atriz Laila Garin, mas cabe ressaltar que nos dias que há duas sessões, há um revezamento com outra atriz, a Lilian Menezes, porém já ouvi elogios a essas sessões também.

O espetáculo tem 2h 40m de duração, com 15 minutos de intervalo.

Para quem não sabe, por mais de dois anos, a Elis e o Jair Rodrigues apresentaram ao programa Fino da Bossa na Rede Record, eles eram bastante amigos. No último show antes do Jair Rodrigues falecer, há um video dele no palco, conversando com a Elis! Achei íncrivel, para quem não viu está nesse link.

Elis, a musicalAs apresentações do musical em São Paulo vão até o dia 13 de julho, para mais informações acesse: http://www.teatroalfa.com.br/espetaculos/ELIS-A-MUSICAL

 

Rdio e outros aplicativos para ouvir música

Eu ouço muita música no meu celular. Seja no caminho do trabalho, trabalhando, na academia, no carro, praticamente o dia todo ele está lá com uma trilha sonora para me acompanhar!

Até algum tempo atrás eu ouvia as músicas que gostava, anotava o nome, chegava em casa para procurar, fazer o download e transferir para o celular, processo o qual tomava algum tempo e muitas vezes eu acabava esquecendo de ir atrás da música. Acabava ficando então com a mesma playlist por meses….

Até que descobri os aplicativos de streaming de música, através deles você ouve a música online, ou seja, procurou, achou, deu play e já está ouvindo. Esses serviços existem há algum tempo, porém só recentemente os apps estão com um preço atraente no Brasil e funcionalidades bacanas.


Eu escolhi o Rdio, com ele acho as músicas que eu gosto, posso acessar ao álbum inteiro do artista, trilha sonoras de filmes, crio playlists com as minhas preferidas, acesso as playlists de outras pessoas e ainda tem o serviço de rádio do app, que com base no que eu costumo ouvir, ele me apresenta bandas novas que se encaixam no meu perfil. Além disso, o Rdio tem uma função social, pois você pode adicionar seus amigos e acompanhar o que eles vêm ouvindo, suas playlists, seus álbuns preferidos… como uma verdadeira rede social de música!

O valor do Rdio é R$ 14,90/ mês, para ter acesso a mais de 18 milhões de músicas no seu celular e computador.

foto 1

Além do Rdio há diversos outros aplicativos, que oferecem o mesmo serviço de streaming, porém com particularidades e preços diferentes.

Achei esse artigo que mostra bem os benefícios e características de cada um: http://tecnoblog.net/122553/ouvir-musica-online/

E vocês? Como costumam ouvir música no dia a dia?